Polícia cumpre mandado de prisão no Lar do Garoto

Policial

11/08/2017 às 21h08

Polícia cumpre mandado de prisão no Lar do Garoto

ESTA MATÉRIA FOI VISTA 219 VEZES

A Polícia Civil, por meio da Delegacia da Infância e Juventude (DIJ) de Campina Grande, desencadeou, na manhã desta sexta-feira (11), a ‘Operação Retomada’.

 

O objetivo foi cumprir dez mandados de prisão preventiva, com acusações relacionadas a crimes de homicídio tentados, vilipêndio a cadáveres, dano ao patrimônio público e motim, que ocorreram durante uma rebelião ocorrida no mês de junho no Centro Socioeducativo Lar do Garoto, em Lagoa Seca. As prisões ocorreram também em Campina Grande, Monteiro e João Pessoa.

 

De acordo com a delegada Nercília Dantas, a operação faz parte de uma investigação que começou após uma rebelião ocorrida no Lar do Garoto, em que sete pessoas foram assassinadas.

 

“Eu e a delegada Herta França fomos designadas em caráter especial para instaurar inquérito e presidir a investigação relativa aos crimes praticados durante essa rebelião. Após a coleta probatória, oitivas de mais de 35 pessoas testemunhas e declarantes, identificação e individualização das condutas e dos internos responsáveis pelos crimes, foi ofertada representação da prisão preventiva em desfavor de 10 internos que, apesar de já serem maiores de idade, estavam cumprindo medida socioeducativa no Lar do Garoto”, disse a autoridade policial.

 

O nome da operação foi escolhido diante da ação policial para retomada e manutenção da ordem e disciplina internas da unidade de internação de adolescentes infratores, cujos envolvidos estão sendo transferidos para o Presídio do Serrotão.

 

Os presos formam um grupo criminoso que articulou a rebelião dentro do Lar do Garoto. Eles vão responder pelos crimes de organização criminosa, homicídio, tentativa de homicídio e dano ao patrimônio público.

Comentários

Veja também

Facebook