Presidente da Câmara de CG entrega relatório de atividades ao MP e pede fiscalização de concurso

Geral

13/11/2018 às 23h36

Presidente da Câmara de CG entrega relatório de atividades ao MP e pede fiscalização de concurso

ESTA MATÉRIA FOI VISTA 231 VEZES

CAMPINA GRANDE - A presidente da Câmara, Ivonete Ludgério (PSD), se reuniu, na tarde desta terça-feira (13), com o promotor, Alyrio Batista de Souza Segundo, da promotoria de Justiça do Patrimônio Público de Campina Grande.

 

A presidente da Câmara Municipal, entregou um relatório das atividades da sua gestão referente aos anos de 2017 e 2018.

 

Ela também solicitou um acompanhamento do Ministério Público no processo de realização do concurso da CMCG.


Essa é a segunda visita da presidente do poder legislativo campinense com esse propósito de prestação de contas das suas atividades a frente da Casa de Félix Araújo.

 

A primeira aconteceu no dia 26 de outubro, no Ministério Público do Estado da Paraíba, em João Pessoa.

 

Na ocasião ela se reuniu com procurador de justiça, Álvaro Gadelha Campos e o procurador-geral, Francisco Seráphico Ferraz da Nóbrega Filho.

O próxima visita deve ser ao Tribunal de Contas do Estado da Paraíba, também para entregar o relatório das atividades do biênio 2017/2018.

 

“Procuramos fazer tudo com o máximo de transparência possível. Estamos concluindo agora nosso segundo ano à frente da presidência da Câmara. Desta forma, estamos levando ao conhecimento das autoridades todas atividades relacionadas com nossa gestão”, declara Ivonete, avisando que também vai fazer a mesma prestação de contas à população, através dos meios de comunicação da cidade.

O relatório apresenta grande parte das ações desenvolvidas desde janeiro de 2017, tais como: redução do recesso parlamentar; regulamentação e limitação de contratação de assessores por gabinete; recadastramento funcional; implantação do Sistema de Apoio ao Processo Legislativo (SAPL); manutenção das sessões ordinárias em período eleitoral; promoção do concurso público; reformas na estrutura física e outros tópicos.

Sobre o concurso público para preenchimento de 37 vagas para os níveis médio e fundamental, a presidente Ivonete reforçou o pedido para que o Ministério Público acompanhe de perto todas as etapas de realização do certame, com autonomia para intervir onde achar que seja necessário.

 

“Queremos que todo o concurso seja realizado de forma transparente, correta e obedecendo a lei. Por isso a presença do Ministério Público fiscalizando é de grande importância”, disse.

Comentários

Veja também

Facebook