Reforma da Previdência é tema de debate nesta 6ª feira na Assembleia

Paraíba

14/03/2019 às 02h23

Reforma da Previdência é tema de debate nesta 6ª feira na Assembleia

ESTA MATÉRIA FOI VISTA 83 VEZES

JOÃO PESSOA - A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) realiza nesta sexta-feira (15), a partir das 9 horas, sessão especial para debater a Medida Provisória 871/2019 e a Proposta de Emenda a Constituição 06/2019, que trata da Reforma da Previdência, e foi enviada ao Congresso Nacional pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), no último mês de fevereiro.

 

A sessão, proposta pela deputada, Cida Ramos (PSB), acontece no Parlatório da ALPB e conta com a mobilização da Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado da Paraíba (FETAG-PB) e do Fórum em Defesa da Previdência, organizado pelo Sindicato dos Professores da Universidade Federal da Paraíba (ADUFPB), além de outros fundamentais segmentos políticos e sociais do estado.

 

Cida afirma que, caso aprovada, a Reforma da Previdência trará prejuízos incalculáveis aos trabalhadores.

 

“A proposta representa o inverso do que prega a Constituição Federal. A mentira é a mesma usada para subsidiar a reforma trabalhista e da terceirização, de que é preciso retirar direitos para gerar empregos e salários. Mas, o que está em jogo, na verdade, é a transferência de um regime público e solidário para um sistema privado”, declara.

 

A parlamentar ainda acrescenta que a mudança só agravará as desigualdades sociais.

 

Com a realização da sessão especial, também ganha força na Casa de Epitácio Pessoa a tramitação de proposta para instalação da Frente Parlamentar da Previdência Social, proposta por Cida Ramos.

 

A deputada destaca que a Frente Parlamentar surge com a intenção de convidar especialistas, deputados estaduais e federais, representantes da sociedade civil e sindicatos para debater “o retrocesso significativo da reforma da Previdência, além de enaltecer a importância de uma mobilização pública efetiva que possa expor a grave retirada de direitos das trabalhadoras e trabalhadores brasileiros”.

Comentários

Veja também

Facebook