Segunda turma do STF aceita denúncia contra Aguinaldo Ribeiro por organização criminosa

Brasil

11/06/2019 às 21h13

Segunda turma do STF aceita denúncia contra Aguinaldo Ribeiro por organização criminosa

ESTA MATÉRIA FOI VISTA 246 VEZES

BRASÍLIA - Por 3 a 2, a segunda turma do STF, aceitou nesta terça-feira  (11), denúncia da Procuradoria Geral da República (PGR), contra o deputado Federal, Aguinaldo Ribeiro (PP), por organização criminosa na Lava jato.

 

outros  três parlamentares do PP, também foram denunciados: Arthur Lira (AL), Eduardo  da Fonte (PE) e o senador, Ciro Nogueira (PI).

 

Com a decisão, os parlamentares se tornam réus no STF e uma ação penal será aberta contra eles.

 

Ao final do processo, a corte vai decidir se eles serão condenados ou absolvidos.

 

Aguinaldo é um dos parlamentares mais influentes da Câmara Federal, tendo sido ministro das Cidades no Governo Dilma Rousseff e líder do Governo de Michel Temer.

 

Atualmente, é líder do centrão na Câmara dos Deputados.

 

No exercício do seu terceiro mandato, Aquinaldo figurou pela quarta vez consecutiva entre os 100 parlamentares mais influentes na pesquisa do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (DIAP).

 

A lista de "Cabeças do Congresso", é divulgada anualmente e selecionou, em 2019, 71 deputados federais e 29 senadores.

 
"O meu nome figura na categoria "articulador". É uma grande alegria ter este reconhecimento do meu trabalho que se baseia, principalmente, em escutar os diferentes segmentos da sociedade para construir as melhores soluções para os desafios do nosso País", orgulha-se.
 
 
Da redação

Comentários

Veja também

Facebook