Quarta, 18 de Maio de 2022 03:02
83 99120 2248
Esportes CLÁSSICO EMOÇÃO!

Botafogo-PB e Campinense iniciam neste sábado a decidirem o Paraibano 2022

Belo e Raposa começam a lutar pelo título de melhor do Estado a partir das 16 horas no Almeidão com torcida única

13/05/2022 17h02
Por: Heleno Lima
Botafogo-PB e Campinense iniciam neste sábado a decidirem o Paraibano 2022

Botafogo-PB e Campinense, iniciam a partir das 16 horas deste sábado (14), no Almeidão, a disputa pelo título do Campeonato Paraibano 2022.

O Belo tenta reconquistar a hegemonia do Estado, já que foi soberano em 2017, 2018 e 2019, quando conquistou o tri campeonato, sendo dois deles (2018 e 2019) justamente sobre o rubro negro.

A Raposa Feroz, por outro lado, vai em busca do bi, pois sagrou-se campeã em 2021 sobre o Sousa.

Aliás, o time de Campina Grande tenta ser pela primeira vez na história ser campeão invicto e se igualar ao maior rival, o Treze, que sagrou-se campeão em 1966 sem perder para ninguém.

Vale salientar que o Hexa Campeão, está na final do Paraibano pela quinta vez consecutiva.

Já o Botafogo não disputa uma final desde 2019.

Botafogo e Campinense, que fazem o Clássico Emoção, também estão na Série C do Campeonato Brasileiro e vai se enfrentar por essa competição logo após a decisão do Estadual.

O lado triste é que o Ministério Público (MP), proibiu a presença da torcida visitante tanto Almeidão quanto no Amigão.

Ou seja, a grande decisão se dará com torcida única, o que é uma pena para o futebol.

Dentro de campo, o que se percebe é que tanto Belo quanto Raposa, estão em pé de igualdade, o que torna a decisão ainda mais emocionante.

O técnico do Campinense Ranielle Ribeiro, pode se tornar bi campeão invicto, pois quando ele assumiu o comando do time, no ano passado, a Raposa não perdeu mais pelo Paraibano.

Mas é claro que o comandante do Belo, Gerson Gusmão, vai fazer de tudo para evitar o triunfo inédito do colega de profissão.

Para esquentar ainda mais a disputa, Botafogo e Campinense têm como destaques, dois grandes artilheiros do Brasil, os camisas 9 Gustavo Coutinho e Olávio, que conhecem muito bem o caminho do gol.

Olávio, o raposeiro, é o artilheiro do Paraibano, com nove gols e Gustavo Coutinho, vem logo atrás, na vice-artilharia, com oito tentos anotados.

A Federação Paraibana de Futebol (FPF) já confirmou o WAR para o primeiro duelo da final,  e um trio de árbitros FIFA, formado por Rodolfo Toski (FIFA/DF), Brígida Cirilo Ferreira (FIFA/AL) e Fernanda Nândrea Gomes Antunes (FIFA/MG).

Agora, cabem as duas equipes entrarem em campo e fazerem jus ao Clássico Emoção.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.