18°C 26°C
Campina Grande, PB
Publicidade

Empresário é preso em Soledade suspeito de ter mandado matar tratoristas em Cubati

Ao todo, foram cumpridos cinco mandados de prisão e 11 de busca e apreensão

08/05/2023 às 07h37 Atualizada em 08/05/2023 às 13h56
Por: Heleno Lima
Compartilhe:
Empresário é preso em Soledade suspeito de ter mandado matar tratoristas em Cubati

A Polícia Civil (PC) desencadeou no início da manhã desta segunda-feira (8) a Operação Justiça Sangrenta para prender os envolvidos nas mortes de dois tratoristas na zona rural de Cubati, Naldinho e Jodeildo, crimes ocorridos na tarde do dia 18 de abril.

Continua após a publicidade
Anúncio

Ao todo, foram cumpridos cinco mandados de prisão, 11 de busca e apreensão e duas armas de fogo ilícitas apreendidas.

De acordo com informações da delegada Seccional de Juazeirinho, dra Mairam Moura, entre os presos, está o empresário, Edson do Tomate (foto).

Ele é considerado o maior plantador de tomate da Paraíba e foi preso em sua casa, na cidade de Soledade, sob a suspeita de ser o mandante dos homicídios e os executores seriam dois pistoleiros da cidade de Taperoá, que também foram presos.

A Operação Justiça Sangrenta foi deflagrada pela PC e nos cumprimentos dos mandados, contou com as participações da Polícia Militar (PM), Grupo de Operações Especiais (GOE), Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) e Delegacia de Homicídios de Campina Grande.

Investigação

De acordo com relatos da delegada, o alvo do assassinato seria apenas Naldinho, que ingressou contra Edson do Tomate na Justiça do Trabalho e ganhou uma ação no valor de R$ 40 mil.

Porem fez um acordo na própria Justiça Trabalhista para receber algo em torno de R$ 20 mil.

No entanto, de acordo com o inquérito policial, Naldinho foi morto a mando de Edson do Tomate por vingança por ele ter entrado na Justiça do Trabalho para reaver os seus direitos, sendo alvejado por vários disparos de arma de fogo enquanto trabalhava cortando terra para a Prefeitura de Cubati no sítio Golpe D'água, crime que chocou a população devido a sua truculência.

Jodeildo, que também trabalhava cortando terra em outro trator no exato momento em que os dois pistoleiros chegaram atirando, foi atingido e morreu sem "ter nada a ver com o peixe", nas palavras da autoridade policial.

Outra investigação em andamento 

A delegada afirma que existe outra investigação em andamento anterior a essa, de uma vítima sobrevivente de tentativa de homicídio pelo mesmo motivo.

Ou seja, por ter entrado na Justiça do Trabalho contra Edson do Tomate.

Essa vítima sobrevivente contou detalhes à PC que foram primordiais para se chegar ao suposto mandante dos homicídios ocorridos em Cubati.

A delegada informa que dará mais detalhes sobre a Operação Justiça Sangrenta numa coletiva de imprensa marcada para as 11 horas na Central de Polícia, em Campina Grande.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.