18°C 26°C
Campina Grande, PB
Publicidade

A noite em que uma cobra preta caiu dentro da minha rede

Tive um medo muito grande, e nunca mais esqueci daquela noite

19/05/2024 às 22h47 Atualizada em 21/05/2024 às 19h07
Por: Heleno Lima
Compartilhe:
A noite em que uma cobra preta caiu dentro da minha rede

Ainda me lembro como se fosse hoje o grande susto que passei quando uma enorme cobra preta caiu dentro da minha rede, numa noite qualquer de algum mês do ano de 1982.

Continua após a publicidade
Anúncio

Eu tinha 9 anos na época, e morava com meus avós paternos, Joana e Teotônio, no sítio Timbaubinha, zona rural, distante cerca de 6 quilômetros da cidade de Soledade, setor oeste.

Morávamos numa casa a beira da estrada, com dois quartos, sala, sala do meio e cozinha, os caibros e ascripas do telhado eram de pendões de agave, sem banheiro e sem energia, e com fogão a lenha, onde toda manhã eu ficava na beira do fogo, enquanto mãe (ela me criou desde os 4 meses de vida) fazia o café adoçado com rapadura..

Meu avô dormia numa rede armada na sala, mãe dormia numa cama velha surrada, que já tinha uns 50 anos ou mais, e o colchão era de palha, enquanto eu dormia numa rede no quarto da cozinha.

Tínhamos uma gata branca com umas manchas pretas de noma "Xandoca", que também dormia dentro de casa.

Naquela noite, de repente, um troço grande caiu e liso caiu dentro de minha rede e, pelo instinto, num pulo só, saí fora da rede, mas ainda deu tempo de jogar a cobra pra fora e já fui gritando por mãe.

Ela acordou depressa e disse de lá do quarto de parede e meia ao lado do meu: "o que foi isso, menino!".

Eu bradei: uma cobra caiu dentro de minha rede!".

Mãe acendeu a lamparina depressa e veio para o meu quarto.

"Xandoca" estava a espreita, perto de um prateleira velha de madeira que tinha no meu quarto e mãe, experiente, logo percebeu que a cobra estava debaixo daquele móvel.

Ela mandou eu segurar a lamparina para clarear, pegou um pedaço de pau, cutucou para que a cobra saísse de debaixo da prateleira e a matou.

Era uma bichona danada de grande.

Mãe disse em seguida: "Ah, é uma cobra preta. Não tem veneno".

Porem o medo que tive foi o mesmo do que tivesse sido uma cascavel ou uma jararaca.

Imagina você dormindo um sono bem tranquilo e, de repente, acordar com uma danada daquela caindo dentro de sua rede?

Foi um susto enorme, e nunca mais esqueci daquela noite...

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.