18°C 26°C
Campina Grande, PB
Publicidade

Polícias Civil da PB e MG conduzem grupo de trabalho que deverá criar Indicador Nacional de Elucidação de Homicídios

O tema esteve na pauta do 3º Encontro Técnico de Unidades Especializadas na Investigação de Homicídios, evento realizado em Maceió

01/06/2024 às 12h31 Atualizada em 03/06/2024 às 08h06
Por: Heleno Lima
Compartilhe:
Polícias Civil da PB e MG conduzem grupo de trabalho que deverá criar Indicador Nacional de Elucidação de Homicídios

A criação de um Indicador Nacional de Elucidação de Homicídios é um dos temas mais discutidos pelo Ministério da Justiça e da Segurança Pública nos últimos anos, e a Polícia Civil da Paraíba – junto com a Polícia Civil de Minas Gerais – são as instituições que coordenam o grupo de trabalho criado para debater a elaboração do projeto, que, quando concluído, deverá ser aplicado por todos os estados brasileiros.  

Continua após a publicidade
Anúncio

A delegada-geral adjunta da PCPB, Cassandra Duarte, que compõe a equipe de condução dos trabalhos, disse que a Paraíba se destaca na temática por aplicar metodologia própria na aferição dos índices de elucidação de homicídios no Estado, com base em Portaria da Delegacia-Geral definindo os critérios para se considerar o Inquérito esclarecido.

“Essa nossa metodologia foi estudada por institutos de pesquisa na área da segurança pública, e acabou por chamar a atenção desses órgãos, pela forma como a Polícia Civil paraibana classifica e investiga o crime de homicídio. Assim, a Paraíba foi convidada a compor esse grupo de condução dos trabalhos, sob coordenação direta da Polícia Civil de Minhas Gerais, que também aplica uma metodologia muito interessante nesse aspecto”, disse Cassandra.

Foto

Alagoas

O tema esteve na pauta do 3º Encontro Técnico de Unidades Especializadas na Investigação de Homicídios, evento realizado em Maceió/AL, entre os dias 22 e 24 de maio.

Nesse encontro, a PCPB foi representada pela delegada titular de Delegacia Especializada de Crimes contra a Pessoa da Capital (DCCPES), Luísa Correia Lima.

Ela foi eleita Representante Regional – Região Nordeste, pelos chefes das unidades de homicídios dos estados do Nordeste, por aclamação, em virtude da contribuição que a Polícia Civil da Paraíba traz para os debates e para definição de boas práticas entre todas as polícias civis do Brasil.

Foto“Este já o terceiro encontro dos chefes de Departamentos de Homicídios do país, com o objetivo de debater, elaborar e aprovar a concretização desse indicador nacional. Essas reuniões têm sido uma excelente oportunidade de troca de experiências, e com certeza a segurança pública do Brasil dará um salto importante num futuro breve”, ressalta Luísa.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.